Van Gogh Museum – para os fãs do artista

O Van Gogh Museum fica em Amsterdã, Museumplein – Países Baixos – Holanda. É um museu de artes especializado, dedicado à vida e obra do artista Vincent Van Gogh, tornando o trabalho e a arte de seu tempo acessível ao maior número possível de pessoas, com a finalidade de enriquecê-las culturalmente e inspirá-las.

DSC_0102
Vista externa do museu

Como grande fã do artista holandês que sou, o Museu do Van Gogh foi um passeio imperdível na minha viagem à Holanda, em setembro de 2015 (a viagem já está se tornando memorável, não apenas em termos de inesquecível, mas de longa data).

Embora já tenha se passado um tempo desde minha visita a esse museu incrível, eu continuo acompanhando as novidades, notícias e atividades do Van Gogh Museum, pois sigo o perfil no Instagram e no Facebook.

Você pode não ser um grande fã de artes ou mesmo de Van Gogh, mas certamente já viu um ou outro trabalho dele por aí, já que o artista é um das figuras mais famosas da história da arte ocidental e há diversas obras suas parodiadas, caindo nas graças da cultura pop.

 

Tão famoso que é o pintor, uma ida ao museu pode ser uma boa dica de passeio a você que vai para Amsterdã. Além de se impressionar ao vivo com várias das célebres obras de Vincent Van Gogh, com uma visita bem programada, você pode ainda ter a chance de conseguir um bônus desse passeio. Como assim? Explico.

Eu e meu marido fomos duas vezes ao museu em um único mês. O motivo? Bem, havia minha ansiedade para conhecer o lugar, mas também faltou programação. Um grande evento que perdemos, infelizmente, nem foi culpa da falta de programação.

O museu estava inaugurando no dia 05 de setembro de 2015 uma nova entrada. Só que eles fizeram isso em alto estilo! Com um imponente labirinto composto por 125 mil  girassóis para se chegar à nova entrada! O evento da inauguração certamente proporcionou fotos lindas para os visitantes e até mesmo pessoas que só passavam no dia pelo Museumplein (um local onde ficam vários museus). E, para completar ainda, no dia 6 saíram distribuindo gratuitamente as flores de girassóis para quem quisesse. Eu amo girassóis!

sunflowervangogh
Foto: Divulgação – Na foto, o Diretor do museu, Axel Rüger

Mas eu só chegaria no dia 07 à Holanda. Perdemos. Foi uma pena. Mas “ok”, me conformei.

Aí, na minha ansiedade, para comemorar meu aniversário em grande estilo, já no dia 9 fomos ao museu, realizar esse meu grande sonho de conhecer o museu do meu artista favorito (faço aniversário dia 08). Foi lindo, maravilhoso, perfeito! Não tem muita foto, porque lá dentro do museu mesmo há pouquíssimos lugares em que é permitido tirar fotos, e as poucas que temos foram tiradas de celular. Mas foi um deleite a meus olhos, à minha alma. Foi pura emoção. Voltei feliz e realizada do passeio.

E então, nessa mesma data, ficamos sabendo que dia 25 de setembro iriam abrir uma exibição temporária também imperdível, pelo menos para mim: “Munch: Van Gogh – Vincent & Edvard. Two Extraordinary Lives”. Sim, algumas obras de Edvard Munch estavam vindo para Amsterdã! Ah! Eu queria ver isso! E então voltamos lá dia 25. E não nos arrependemos. Foi um passeio mais apressado, é verdade, porque só fomos ver a exibição temporária mesmo (e comprar mais souvenirs na lojinha que tínhamos estrategicamente deixado para trazer deste segundo passeio no museu). Mas foi bem legal o paralelo que eles fizeram, entre as vidas e seus reflexos nas obras dos dois artistas e das semelhanças encontradas. A exibição terminou, claro, mas ainda é possível ler a respeito neste link (disponível em inglês), caso haja interesse. Fora isso, algumas obras do Van Gogh que são acervos de outros museus foram temporariamente cedidas ao Van Gogh Museum, então tivemos a oportunidade de ver outras pinturas muito famosas. Considero esse caso fortuito como único! Mas, creio que isso explica porque se programar pode te dar um bônus.

O Van Gogh Museum é um museu não muito grande, mas muito moderno, bem localizado e fácil de se chegar. Conta com acessibilidade, funcionários muito educados, uma cafeteria, biblioteca, oficinas, lojinha de souvenirs e opção de visitas áudio-guiada, privada e/ou escolar.

Para visitar o museu, o ideal é comprar os ingressos antecipados pela internet, através do site. Assim evita-se filas, caso esteja havendo algum evento especial no dia, e os holandeses são muito organizados com relação a horários e agendamentos.

O ingresso custa €17 por adulto (a partir de 18 anos), e é gratuito para menores de 18, exceto para grupos escolares. Se você for um fã de museus e, pondo as contas na ponta do lápis, achar que vale mais a pena, compre um museumkaart, que dá direito a entrada de mais de 400 museus holandeses pelo prazo de um ano, pelo custo de €59.90 (valor para maiores de 18 anos, em dezembro de 2017), pois o Van Gogh Museum aceita o museumkaart. Ele é um cartão pessoal e intransferível. Contate sua agente de viagens para mais informações ou tente a sorte em holandês aqui.

Se o tempo for curto e você quiser também se programar para um passeio rápido no museu, no site eles disponibilizam um mapa para você. Mas não se preocupe, o tempo médio gasto com a visita é de apenas 1 hora e 15 minutos. Eles dão a dica também para que você visite o museu entre às 9:00-11:00 ou após às 15:00, para fugir dos horários de pico.

Se um dia você for ao museu, espero que tenha um passeio inesquecível e que seja uma experiência incrível, assim como o foi para mim. Eu já era apaixonada pelo trabalho e carreira do artista, mas algo em mim mudou para sempre depois de ser exposta a tantas de suas obras. Eu me lembro de ter ficado arrepiada de tanta emoção. É claro que é preciso admirar um pouco que seja de artes, mas creio que é impossível ficar indiferente estando ali, frente a frente com as obras desse gênio que foi Van Gogh. Afinal, suas telas transparecem seu amor por seu trabalho, e já disse ele a Théo, numa carta: “E o que for feito com amor, estará bem feito”. Com certeza, Vincent. Com certeza.

DSC_0100
Vista superior, da entrada do museu

Programe-se para 2018:

A agenda para o ano de 2018 está assim:

  • Até o dia 07 de janeiro de 2018 está em exibição: The Dutch in Paris, trazendo ao público um pouco das obras francesas que inspiraram os artistas holandeses de 1789 a 1914;
  • Até o dia 05 de março de 2018 também temos a exibição Zeng Fanzhi, com obras desse artista chinês contemporâneo e grande admirador de Van Gogh;
  • E, por fim, pelo menos por ora divulgado no site do museu, a partir do dia 23 de março de 2018, haverá a exibição Van Gogh & Japan. Para quem conhece um pouco das obras de Van Gogh, sabe que o artista teve algumas influências da arte japonesa em suas pinturas e que ela mudou o curso da vida artística do pintor holandês, que se autoproclamou um artista moderno, colocando-se em oposição a artistas como Emile Bernard e seu amigo Paul Gauguin.
_DSC0175
Decoração de Natal (2015)

Informações adicionais:

Endereço: Van Gogh Museum, Museumplein 6 – 1071 DJ Amsterdam.

Vindo da Amsterdam Centraal Station, uma opção fácil de chegar é tomando o Tram 5, na direção Amstelveen Binnenhof, descendo na parada Van Baerlestraat. O Museumplein estará à sua direita.

O museu abre diariamente, das 9:00 às 17:00. Algumas datas têm horários estendidos. Cheque datas e horários aqui.

 

3 comentários Adicione o seu

  1. Monica disse:

    Excelente o post!!! Sempre aprendo com eles!!! Com certeza, um dia irei ao museu!!!! 🔝🔝🔝🔝🔝🔝

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s