Resenha: No seu pescoço – Chimamanda Ngozi Adichie

A escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adicie, vencedora dos prêmios Orange Prize e National Book Critics Circle Award, traz com a obra “No seu pescoço” seu primeiro livro de contos. São 12 contos bem curtos que vão abordar temas como racismo, imigração, choque de cultura, machismo, além dos conflitos existentes em seu próprio país.

Nas narrativas que compõem No seu pescoço, encontramos a sensibilidade de Chimamanda Ngozi Adichie voltada para a temática da imigração, do preconceito racial, dos conflitos religiosos e das relações familiares. Combinando técnicas de escrita convencional com experimentalismo, a autora parte da perspectiva do indivíduo para atingir o universal ao explorar os laços que ligam homens e mulheres, pais e filhos, África e Estados Unidos, também como alegoria do eu para o outro.

P_20181128_064630_vHDR_Auto_1_1

Os contos são, na ordem:

  1. A cela um
  2. Réplica
  3. Uma experiência privada
  4. Fantasmas
  5. Na segunda-feira da semana passada
  6. Jumping Monkey Hill
  7. No seu pescoço
  8. A embaixada americana
  9. O tremor
  10. Os casamenteiros
  11. Amanhã é tarde demais
  12. A historiadora obstinada

Eu não sou uma pessoa muito de contos. Sempre os leio, porém, porque, como muitas coisas na vida, creio que precisamos desenvolver o gosto através da consistência e insistência. Acontece que foi a primeira vez que li um livro de contos e gostei de todos. Não há absolutamente um sequer que eu possa dizer que é “meia-boca”. Claro que tenho os meus preferidos, mas todos são muito bons. E isso para mim é uma novidade, que acredito estar mais ligado ao talento da escritora que à minha ferrenha determinação em educar meu gosto literário por contos.

A escrita de Adichie tem aquela rara beleza da verdade nua e crua. Ela não é cheia de dedos e rodeios ao apresentar as narrativas; é direta e natural, mas ao mesmo tempo, com uma enorme força emocional, e o resultado disso são 12 contos sensacionais, que mesclam dureza e sensibilidade como jamais vi.

P_20181115_120348_vHDR_Auto_3
Ilustração da capa é simplesmente maravilhosa!

Só a título de curiosidade, meus contos preferidos, que mais me marcaram, foram: 1. A cela um, 4. Fantasmas, 6. Jumping Monkey Hill, 7. No seu pescoço, 8. A embaixada americana, 10. Os casamenteiros e 12. A historiadora obstinada. São 7. Bastante, não é verdade? 7 de 12 que eu simplesmente amei! Isso é só para vocês verem como o livro é maravilhoso.

P_20181207_063609_vHDR_Auto_1
Nem preciso dizer o quanto essa edição é toda linda

Apenas não me sinto muito à vontade para resenhar um a um dos contos, porque já os considero bem curtos. Esse ainda é um problema que eu preciso aprender a lidar com os contos. Sempre que eu estou criando laços com a narrativa deles, com seus personagens, eles findam, deixando ao nosso imaginário todo o resto das vidas das breves pessoas fictícias. Mas dou uma dica: embora não precise, leia os contos na ordem. Creio que A historiadora obstinada encerra o livro de forma bela e esperançosa. O que é um jeito nada mau de se terminar de ler um livro. Nada mais ouso dizer.

Agora, preciso ler os romances e ensaios de Adichie para me apaixonar ainda mais pelo seu trabalho.

Você já leu algum livro de Chimamanda? Conte-me o que achou da experiência. Se ainda não leu, vale a pena procurar algum dos livros dela que mais te interesse. Esse de contos é uma ótima dica!


Informações adicionais sobre o livro:

Capa comum: 256 páginas

Editora: Companhia das Letras; Edição: 1ª (25 de julho de 2017)

ISBN-10: 8535929452 – ISBN-13: 978-8535929454

Título original: The Thing Around Your Neck

3 comentários Adicione o seu

  1. Oies! Eu também não gostava desse gênero porque tinha a impressão de não conseguir captar as mensagens e os efeitos que o autor criava. Porém, como vc mesma disse a persistência (e a obrigação por conta da faculdade) me fizeram me apaixonar e hj eu amo! ❤ Esse livro está na minha listinha de desejados ❤ Adoro o posicionamento crítico da autora, tanto nos livros de não-ficção, como "Sejamos todos feministas", e no discurso "O perigo de uma história única". Dos livros de ficção eu adorei "Hibisco roxo". Bjos da Cah!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isa Ueda disse:

      Ahh, todos que vcs falou já estão na minha lista de desejados hahaha. Não sei se amo contos ainda, mas Chimamanda os levou pra outra categoria na minha preferência 😊

      Curtido por 1 pessoa

  2. Monica disse:

    Não li nenhuma obra da autora.
    Não tenho sido uma leitora assídua nos últimos tempos.
    Alteraçoes significativas na rotina foram necessárias … duraram 60 dias (pouco, muito?). … oportunidade e tempo para conhecer, despedir, agradecer, e principalmente perdoar … , periodo de grande aprendizado, experiências, reflexões …
    Sempre gostei de filmes, músicas e leituras que acrescentem algo, que desvendem o melhor das pessoas … e o livro de contos, me parece, é assim.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s