O Jardim Secreto – Frances Hodgson Burnett

Sinopse:

“Clássico da literatura inglesa, O jardim secreto conta a história de duas crianças solitárias que decidem restaurar um jardim proibido, cujo mistério remete a um acidente ocorrido anos atrás.

A amizade improvável entre os dois personagens funciona como uma metáfora para a descoberta do mundo e para o autoconhecimento.”


Quem está à procura de um clássico bem gostoso e leve para se ler ao final deste ano que foi tão pesado e conturbado, fica a dica de “O Jardim Secreto”, de Frances Hodgson Burnett.

Trata-se de um clássico infantil, com protagonistas na faixa etária dos 10 anos de idade, que irão pouco a pouco sofrer grandes transformações de personalidade e humor ao se tornarem amigos e entrarem em contato com a natureza. Esse contato se dá através da exploração de um jardim há mais de 10 anos abandonado, mas que continua permeado de vida, reforçando às crianças o caráter “mágico” e restaurador do lugar.

Mary Lennox é uma menina muito mimada, franzina e amarelada, e, ao ficar órfã, é enviada da Índia, onde morava, à Mansão Misselthwaite, na Inglaterra, residência de seu tio, sr. Craven. Seu tio é um viúvo que não se importa muito com a chegada de sua sobrinha, pois desde a morte de sua esposa negligencia os cuidados até de seu filho, Colin Craven, porque o pai não consegue encará-lo, tão parecido é o menino com sua falecida mãe. Como uma forma totalmente equivocada (e infelizmente muito comum) de balancear essa ausência de contato e carinho, o sr. Craven o cobre de presentes e entrega todo o cuidado de sua frágil saúde ao irmão, que é médico. Isso faz com que o menino seja o verdadeiro senhorio da mansão, a quem todos os empregados lhe devem total e inquestionável obediência, atendendo todas suas vontades. Além disso, sua frágil saúde se dá porque o garoto sequer sai de seu quarto e nem caminhar com as próprias pernas ele o faz. É como se ele vivesse numa redoma de vidro, rodeado de excessos que acabam por torná-lo apenas mais vulnerável. Colin, e a história toda, me lembra muito o bebê em “A Viagem de Chihiro” (alguém aí já assistiu?), que, com a invasão de uma outra criança em seu quarto, acaba convencido a deixar o luxo de seus aposentos e explorar o mundo lá fora, tornando-se com o passar do tempo uma criança muito mais agradável, saudável e alegre.

No caso do livro, é a própria prima de Colin, Mary, quem o faz sair de sua latência e permite que o menino floresça, tal qual uma planta num jardim. Mas antes de ela ser essa figura tão importante na mudança de Colin, ela mesma teria de se transformar, e é esse mesmo jardim, com sua aura misteriosa, uma das grandes contribuições para tal feito.

À primeira vista pode parecer apenas uma história bobinha, com final feliz e previsível, mas isso seria apenas olhar para o enredo superficialmente, já que há muito simbolismo por trás da escolha dos nomes dos personagens, lugares e metáforas por toda parte. Nesse ponto, aliás, eu sugiro que a leitura tanto da introdução por Alison Lurie quanto do posfácio por Marise Soares Hansen seja feita ao final. Tenho certeza de que lendo dessa forma, o leitor adulto terá uma perspectiva totalmente nova da obra que parece agradar apenas o público infantil.

No mais, “O Jardim Secreto” carrega uma conexão que nós adultos às vezes perdemos com o passar dos anos, não apenas em relação à criança dentro de nós, mas também com a natureza e o encanto pelos animais, com a magia existente nas pequenas coisas da vida que tem essa capacidade de nos transformar em nossa melhor versão de nós mesmos. Um ótimo livro para fazer essa reflexão, ainda mais no final do ano, quando começam a surgir as resoluções para o calendário vindouro.


Dados Técnicos do Livro:

Formato: eBook Kindle
Autora: Frances Hodgson Burnett
Editora : Penguin-Companhia; 1ª edição (30 janeiro 2013)
Número de páginas : 312 páginas – Tamanho do arquivo : 1409 KB
ASIN : B00B84BDSA

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s