Custe o que custar – Harlan Coben

Leitura de setembro no @clubedocuringa, tivemos um thriller de Harlan Coben: Custe o que custar.

Simon é um pai preocupado com seus filhos. Não do tipo excessivamente preocupado, mas que até certo ponto imaginava que houvesse feito bem o suficiente seu dever de casa para que seus filhos encontrassem nele e em sua esposa, a mãe, a confiança o suficiente para se abrirem sobre seus problemas. Que pai não deseja isso?

Mas então a história se inicia, com Simon sentado em frente ao John Lennon Memorial, onde sua filha está sentada sobre a palavra “Imagine”, tocando violão em troca de algumas moedas que sustentem seu vício: as drogas. Paige está maltrapilha e puro osso, com a pele e os olhos amarelados. A palavra saúde passaria bem longe da descrição da moça. Seu pai a perdeu para as drogas. E ele sabia que tudo começou a desmoronar quando a filha conheceu Aaron. Queria resgatá-la de qualquer forma, e quando o suposto namorado aparece, ele não mede as consequências e lhe desfere um soco. Depois disso, o jovem casal consegue fugir do suposto pai insano, e a mídia, claro, cai matando Simon por ferir um morador de rua. Paige desaparece mais uma vez. E Simon fará de tudo para encontrá-la novamente. 

A escrita de Harlan Coben, como já era de se esperar, nos faz pegar o livro e emendar um capítulo seguido do outro, porque ele sabe exatamente em que ponto parar cada um deles para nos deixar curiosos e sedentos por mais informações. Não há pistas, pelo menos eu nunca sei onde a história vai dar. O que o leitor ganha são revelações mesmo, conforme avança na leitura, e isso é realmente uma das coisas que mais amo em thrillers, já que não sou boa em desvendar mistérios.

No entanto, esta história em algum momento parece ter se perdido. Senti falta do desenvolvimento mais profundo sobre o passado de alguns personagens, e também me incomodei com a facilidade com que algumas mulheres simplesmente somem da história. Um livro que começa excelente e vai perdendo um pouco o brilhantismo, mas ainda entretém o leitor. 

Não seria o livro do Harlan que eu mais recomendaria, a menos que a pessoa estivesse em busca de um thriller que envolvesse especificamente um drama familiar por conta da dependência química. 

Fica ainda o alerta de que o livro possui conteúdo sensível em relação a violência e violência sexual.

Eu adorei nosso debate, porque, como sempre, me abriu os olhos para fatos que não tinha enxergado, dei muitas risadas e passei um momento muito agradável com meus companheiros do clube.

Que venha a próxima leitura!


Dados Técnicos do Livro:

Capa comum:‎ 336 páginas
Editora: ‎Editora Arqueiro; 1ª edição (15 outubro 2020)
Autor: ‎Harlan Coben
ISBN-10 ‏ : ‎ 655565029X – ISBN-13 ‏ : ‎ 978-6555650297

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s