Jane Eyre – Charlotte Brontë

Após ler Jane Eyre, é fácil entender por que a obra veio a se tornar um clássico. Publicado em 1847, sob pseudônimo não claramente feminino nem masculino: Currer Bell, nele se veem muitos elementos autobiográficos. 

Quando Charlotte Brontë nasceu, sua família residia em Thornton, vilarejo afastado, no interior de Yorkshire. Com 5 anos, a autora perdeu sua mãe, ficando aos cuidados de sua tia, irmã de sua mãe, Elizabeth. Em 1831 ela vai, sozinha estudar numa escola longe da casa de sua família, voltando depois à mesma escola como professora. Nesse período, além da mãe, Charlotte já havia perdido suas duas irmãs mais velhas, que contraíram tuberculose devido às péssimas condições de salubridade da escola que frequentavam. Também serviu como governanta em algumas casas, onde infelizmente sofreu muitas humilhações, ainda que pequenas, e depois passou um período ensinando inglês em troca de algumas aulas. Era, evidentemente, uma mulher muito instruída e independente, características que encontramos também em sua protagonista Jane Eyre. Jane Eyre é, portanto, um romance de formação que traduz muito do espírito de vivência da própria autora. Cada pequeno fato em sua vida serviu de inspiração para essa grande obra. 

Jane Eyre nos é introduzida como uma garota órfã, que reside na casa da viúva de seu tio, irmão de sua mãe. Essa “tia” abriga a menina porque foi obrigada a prometer no leito de morte de seu marido que cuidaria de Jane como se fosse sua filha, o que obviamente não acontece. Por ser totalmente dependente da boa vontade da tia, esta a considerava abaixo de seus empregados, já que estes ao menos trabalhavam para terem o direito à comida e aà cama que recebiam. Quando surge a oportunidade de mandar a pequena Jane, com então 10 anos, a uma instituição de ensino bancada por filantropos, Jane finalmente derrama sobre sua tia todas suas fúrias, dores e queixas, e vai embora da casa onde fora tão maltratada com prazer.

Na escola, a realidade também é dura, passa fome e apresenta péssimas condições de higiene, mas lá ela experimenta sensações felizes que nunca conhecera antes. Todas as circunstâncias, boas ou ruins, só a tornam ainda mais forte, instruída e independente. Tão independente que decide procurar emprego fora e acaba se tornando a preceptora de uma menina em Thornfield. É lá que Jane finalmente desfruta da felicidade. Mas, como na vida real, a felicidade não é um destino, muitos contratempos surgem sucessivamente, até que ela possa novamente sentir-se em estado de graça e felicidade. 

Um romance que à época devia ser bem à frente do seu tempo (e por isso continua tão atual), já que traz a figura de uma mulher independente, que não tem o desejo de se casar para ser sustentada, e que, diferente de muitos romances, mesmo os atuais, não faz o estereótipo da protagonista reconhecida por sua beleza. 

Assim como no romance de Emily Brontë, “O morro dos ventos uivantes”, há também elementos sobrenaturais na obra, que a tornam ainda mais interessante. 

É, enfim, um livro que proporciona muitas discussões (daria um ótimo debate numa leitura coletiva), e que, apesar de sua extensão, pode fluir muito bem. Tive uma refreada num determinado ponto do livro (por volta dos 30%), mas que foi facilmente superado, e após o qual não houve nenhum outra dificuldade de voltar a imprimir um bom ritmo de leitura.

Jane Eyre é certamente uma heroína a ser admirada. 

Com este livro, fica faltando apenas ler alguma obra de Anne Brontë para eu completar a tríade das irmãs Brontë, que estão entre as romancistas inglesas mais influentes da primeira metade do século XIX. 


Dados Técnicos do Livro:

Capa comum‎: 630 páginas

Autora: Charlotte Brontë

Editora‎: José Olympio; 1ª edição (25 janeiro 2021)

ISBN-10‎: 8503013770 – ISBN-13‎: 978-8503013772

*Exemplar recebido em parceria com o Grupo Editorial Record. Adquira o seu exemplar preferencialmente junto ao site da editora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s