Parcerias com editoras valem a pena?

Faltando pouco mais de um mês para o término do ano, venho aqui responder uma dúvida que muita gente que está começando no bookstagram ou que até já está há algum tempo, mas ainda cobiça fazer parcerias com editoras às vezes tem: vale a pena fazer parceria com editora?

Pra quem me acompanha já desde o início do ano, ou do final de 2021, sabe que optei por não me inscrever em nenhuma parceria este ano, porque achei que não estava pronta para me comprometer com parcerias em 2022, com tudo que vivi no primeiro ano como mãe, e então, propus algumas metas literárias diferentes para o ano.

Claro que, tudo que venho dizer é apenas com base na minha própria experiência, e acrescento ainda o fato de que tive muita sorte desde minha primeira parceria, porque sempre consegui trabalhar com boas editoras, mesmo com pouco tempo de criação da conta e com um número pequeno de seguidores.

As editoras com quem o Percursos Literários já teve parceria foram Harper Collins Brasil, Grupo Editorial Record e Companhia das Letras.

Abaixo, listei alguns prós e contras que tive com as parcerias. Confiram.


Prós:
  1. Ter pelo menos 1 livro novo por mês para ler (geralmente lançamentos);
  2. Ter a oportunidade de ler livros que às vezes saem da zona de conforto (e aprender um monte com eles!);
  3. Receber eventuais brindes (livros lançamento e/ou outros mimos) e exemplares para sorteio;
  4. Ganhar mais visibilidade se a editora republica seus posts/stories;
  5. Saber dos lançamentos vindouros de antemão;
  6. Eventuais acessos a eventos exclusivos promovidos pela editora (raro).
Contras:
  1. Ter prazo para ler e resenhar os livros (compromisso);
  2. Possibilidade de sentir estar lendo só por obrigação;
  3. Troca de (equipe) responsável pelo contato com os parceiros e a possível falha de entrega de livros no prazo (vivi essa experiência com 2 editoras);
  4. Ter vontade de abandonar o livro por não ter gostado, mas ter de concluí-lo mesmo assim (compromisso).

Planos para 2023…

Em suma, só pela contagem dos pontos prós e contras levantados, posso dizer que vale a pena sim parceria com editora, mas lembrando sempre que tudo é baseado no que EU vivi, e tem muito a ver com o seu momento. Por mais que tenha valido a pena nesses 4 anos (2018-2021), foi muito bom não ter mais uma cobrança ao longo deste ano de 2022, que foi um ano cheio de adaptações ainda para mim, tanto profissionalmente quanto pessoalmente. Então, essa pausa nas parcerias foi super importante também, até para conhecer quem sou eu como leitora, agora que tenho outras prioridades.

Se me perguntarem se pretendo me inscrever para alguma parceria em 2023, a resposta é SIM. Acho que valeu o descanso, a proposta de desencalhar alguns livros (vou falar sobre isso especificamente em outro post), mas me sinto pronta para recomeçar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s