O Natal de 2022 aqui em casa

E chegou o mês mais esperado por mim! Bom, talvez não o mais esperado, já que agora eu estou sempre ansiosa por algum evento que tenha relação com meu pequeno Naoki, mas é certamente um dos meus meses favoritos do ano, porque eu sempre amei o Natal (para o desespero do meu marido, o Sr. Grinch).

Este será o terceiro Natal do Naoki, e, mais um vez, passaremos o Natal por aqui mesmo, em família.

Ainda não tive coragem de montar uma árvore de Natal aqui em casa (a última vez foi em 2020). Achei que este ano, como Naoki já entende muito do que a gente fala, que eu me sentiria segura de montá-la, mas como há pouco espaço ainda na sala para isso, achei melhor ainda não. Então, fiz um pouco diferente, mas mais caprichado que no ano passado, em que só enfeitei um vaso com galhos secos e algumas bolas de Natal, aproveitando ainda o Totoro do aniversário do Naoki:

Decoração de 2021

Este ano, usando o biombo de madeira, que continua sem lugar, e um velho festão aramado que tinha aqui em casa, fiz uma espécie de painel natalino, onde pendurei bolas de natal com fotos do Naoki – recebidos com carinho da vovó Nicete -, minhas bolas de papel literárias e meus dois quebra-nozes que tanto amo.

Também foi a primeira vez que fiz um calendário do advento.

Este ano, as “surpresinhas” envolvem apenas itens de papelaria, como adesivos, tatuagens temporárias, bordados de feltro, etc., ou ideias de brincadeiras pra fazer com o Naoki, já que eu não queria dar doces ainda (ele já come doces, mas, sempre que dá para evitar, melhor, né?).

Não sei se ele vai curtir ou entender a proposta de esperar pelo Natal, mas quis fazer algo manual para a decoração de casa, e foi isso que consegui.

Tirei a ideia do vídeo da cloudyhills (abaixo), que adoro acompanhar. É bem simples, por isso, mesmo que não haja nenhum alarde ou empolgação, pelo menos foi algo fácil de fazer e que acabou tendo um efeito terapêutico sobre mim enquanto o executava, além de claro, reciclar itens, ainda que por pouco tempo. Uma coisa, portanto, tem se mantido tradicional nessa casa nos Natais, desde que Naoki chegou: é tempo de reaproveitar materiais, elementos, antes de descartá-los.

Também, este ano, inspirada pela Bárbara, do @fadentriks, decidi dar apenas lembrancinhas artesanais ou criadas por artistas/artesãos para minha família e amigos, já que ano passado elas foram basicamente compradas na Aliexpress. Essas encomendas estão começando a chegar aqui em casa, e espero, sinceramente, que dê tempo de todas elas chegarem antes do Natal. Ano passado, além de favorecer grandes empresas, os presentes ainda chegaram depois do Natal e tive que pagar um absurdo de imposto, não valeu nada a pena. O barato saiu caro.

O ponto que a Bárbara levanta é que artesãos, pequenos empresários, MEIs ou até informais que vendem suas artes como forma de sustento ou um ganho extra, não têm décimo terceiro, e comprando deles, além de ajudar a fomentar o setor, geralmente local e comunitário, também é uma forma de prover esse décimo terceiro que eles não têm. Eu simplesmente adorei a ideia, e gostaria de passar a adotá-la nos próximos anos, mesmo que seja assim, adquirindo peças de pequeno valor, mas de variados artistas e ramos, além dos livros, claro. Livros são ainda meus presentes favoritos.

Abaixo, coloquei o instagram dos perfis dos quais adquiri produtos por enquanto:

@doraqueenstore, vende louças, bandeiras, cachepots, mousepads, tudo com temática botânica, astral ou entomológica (insetos);

@marca.flor, vende os marcadores de páginas mais lindos que você verá, marcadores botânicos;

@oarmazemcafe, pra mim, o melhor café artesanal da cidade de Londrina/PR;

@tramalivre, vende camisetas e os panos de prato mais subversivos do Brasil, perfeito para amigos e parentes “subversivos” que tenho (contém ironia, tá, gente?)

@yashassegawa, ilustradora, com lojinha virtual de seus produtos, que vão desde originais a itens de papelaria fofíssimos, tudo com a arte dela;

@yorokobi_cookies, faz lindos biscoitos decorados, e é daqui da minha cidade. Tem estado presente desde o aniversário de 1 ano do Naoki, e tem tudo para se manter uma tradição nas festas aqui.

Alguns dos presentes já embrulhados

Também me aventurei a fazer uma guirlanda bem colorida para colocar na porta, só utilizando materiais já disponíveis em casa, o resultado:

Não combinou nada com o resto da decoração natalina de casa, mas tudo bem, vai receber com muita alegria quem vier em casa.

E pra finalizar, mostrar um dos livros que comprei pro Naoki, que, claro, fogem da regra de dar presentes artesanais. A ideia também não é dar todos os 4 livros de uma vez, mas ao longo do tempo, em 2023, mas 2 deles gostaria de dar ainda no Natal, se chegarem a tempo.

E é isso, gente. Espero que o mês de dezembro seja recheado de coisas boas para vocês, independentemente de vocês serem pessoas “de Natal” ou não. É um mês de encerramento, e este foi um ano difícil. Só nos resta ter esperanças para um ano melhor em 2023.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s