Mãe Sereia: Teresa Cárdenas

[PROJETO: MULHERES CONTINENTAIS]

Antes de trazer minhas impressões sobre o livro Mãe Sereia, gostaria de apresentar para vocês o lindíssimo projeto criado pela Sthef do IG @resenhadora, chamado Mulheres Continentais.

“QUE TEM A EXTENSÃO DE UM CONTINENTE”. Essa é a definição, segundo o dicionário, do adjetivo ‘Continental’. Porém, para mim, parece uma descrição perfeita para uma mulher. Todas nós somos imensas. Somos maior que nós mesmas. Somos continentais. – Lindas palavras da Sthef.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A ideia é muito simples, mas os frutos colhidos serão, certamente, enormes e muito impactantes. Com o intuito de ler mais mulheres, o projeto desafia a ler livros escritos por mulheres de todos os continentes (a América foi divida em três) até o final do ano. Haverá também ao longo do projeto sorteios no IG da @resenhadora, de livros doados por editoras que aderiram ao projeto ou sorteio de desapego, então, fiquem atentos!

A Sthef também está divulgando algumas ideias para quem não conseguir pensar em autoras para todos os continentes. A lista dela mesma é a seguinte:

•África- Sem gentileza/ Futhi Ntshingila ( África do Sul)
•América do Norte- Amada/ Toni Morrison (EUA)
•América Central- Bem-vindos ao paraíso/ Nicole Dennis-Benn( Jamaica)
•América do Sul- O peso do pássaro morto/ Aline Bei ( Brasil)
•Ásia- As boas mulheres da China/ Xinran (China)
• Europa- Intérprete de males/ Jhumpa Lahiri ( Reino Unido)
•Oceania- Felicidade e outros contos/ Katherine Mansfield ( Nova Zelândia)

A minha lista é essa:

•África- As Alegrias da Maternidade/ Buchi Emecheta (Nigéria)
•América do Norte- Kindred/ Octavia E. Butler (EUA)
•América Central- Mãe Sereia/ Teresa Cárdenas (Cuba)
•América do Sul- La suma de los Días/ Isabel Allende (Chile/Peru)
•Ásia- O Diário de Myriam/ Myriam Rawick (Síria)
• Europa- A Improbabilidade do amor/ Hannah Rothschild (Inglaterra)
•Oceania- O Ensaio/ Eleanor Catton (Nova Zelândia)

Quem quiser participar também, não deixe de divulgar a sua lista com a #MulheresContinentais pelo Instagram. Se você não tiver Instagram, mas mesmo assim gostou da ideia, deixe nos comentários se deseja também participar, que eu darei um jeito de divulgar a sua lista, afinal, queremos saber quais foram as leituras que vocês selecionaram!


Minhas Impressões sobre Mãe Sereia:

P_20190817_111322

Como vocês puderam ver acima, Mãe Sereia é um livro de uma escritora cubana. Eu confesso que não conhecia nada de literatura da América Central, muito menos cubana, mas procurando uma autora para esse continente, acabei me deparando com o nome de Teresa Cárdenas, uma autora de grande destaque na literatura infantojuvenil em seu país. Depois de me decidir pela autora, foi um pouco mais difícil me decidir pelo livro, afinal, mais de um me chamou a atenção. Uma das maravilhas desse projeto foi ter me aberto os horizontes para novos nomes, que agora desejo muito conhecer mais de seus trabalhos, e Teresa Cárdenas é um deles.

Por ser um livro infantil, ele é bem curto, e recheado de ilustrações. Aliás, as belíssimas ilustrações também são de uma artista mulher, a Vanina Starkoff, uma designer argentina residente no Brasil. Impossível não se apaixonar pelas páginas coloridas que só enriquecem a experiência literária.

P_20190817_111414

Mãe Sereia aborda a história fictícia do primeiro navio negreiro a partir da costa africana para o Novo Continente. Essa embarcação é acompanhada pela deusa iorubá, Iemanjá Ayabá Ti Gbé Ibú Omí, a Mãe Sereia, que escuta os lamentos e súplicas dos escravos no porão do navio.

Este livro me chamou atenção por um motivo, além da capa incrível: abordar a escravidão, mas para um público infantil, tema tratado com sutileza, apropriado para a faixa-etária, sem diminuir, porém, o sofrimento dos escravos.

P_20190817_111558

A história é narrada de forma muito bela, com toques poéticos, e apresenta também um pouco da cultura africana, seus deuses e suas histórias, os quais, infelizmente, não  podem acalentar o coração daquelas pessoas enfurnadas na escuridão imunda do navio.

É um livro que certamente irei ler para meus filhos.

Se você ficou interessado, mas não encontrar este livro nas livrarias, eu o comprei pela Quintal Literário, através da Amazon do Brasil. A entrega foi rápida (antes do prazo estimado) e veio tudo certinho! Recomendo!


Informações adicionais sobre o livro:

Capa comum: 32 páginas

Editora: Pallas Mini; Edição: New (20 de novembro de 2018)

ISBN-10: 8567751160 – ISBN-13: 978-8567751160

Título original: Madre Sirena

5 comentários Adicione o seu

  1. Esse projeto é maravilhoso! Assim, temos a oportunidade de conhecer ótimas escritoras. As histórias infantojuvenis ensinam e encantam. Adoro! 🙂 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isa Ueda disse:

      Sim, eu adorei esse projeto! Estou levando ele bem empolgada!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Que bom! Boa sorte e boas leituras! ♥

        Curtir

  2. Monica disse:

    Abordar um tema tão real e de forma compreensível para a faixa etária almejada exige uma sensibilidade sem igual. Parabéns a Teresa Cárdenas

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isa Ueda disse:

      Realmente. Mas os pais que vão contar a história aos pequenos também estão de parabéns!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s