Anne of Green Gables – L. M. Montgomery

No começo de 2019 eu havia estipulado algumas metas de leitura, e dentre elas estava a de “Ler livros canadenses”, tendo selecionado dois livros para a proposta: O Conto da Aia, que realmente li no ano passado, e Anne de Green Gables, que vim finalmente a cumprir. Anne Shirley é uma órfã de 11 anos…

Mãe Sereia: Teresa Cárdenas

[PROJETO: MULHERES CONTINENTAIS] Antes de trazer minhas impressões sobre o livro Mãe Sereia, gostaria de apresentar para vocês o lindíssimo projeto criado pela Sthef do IG @resenhadora, chamado Mulheres Continentais. “QUE TEM A EXTENSÃO DE UM CONTINENTE”. Essa é a definição, segundo o dicionário, do adjetivo ‘Continental’. Porém, para mim, parece uma descrição perfeita para…

Resenha: Um Planeta em seu Giro Veloz – Madeleine L’engle

Sinopse: Muitos anos se passaram desde a última aventura em “Um Vento à Porta”, e a família Murry está reunida para um jantar do Dia de Ação de Graças. Nesse meio tempo, a Sra. Murry levou um Prêmio Nobel, Meg e Calvin se casaram, os gêmeos ingressaram na universidade − um cursando Direito (Sandy) e outro…

Resenha: Um Vento à Porta – Madeleine L’engle

Um Vento à Porta é o segundo livro da série Uma Dobra no Tempo, cujo nome também intitula o primeiro livro da série (inclusive, se você ainda não leu, tem resenha do primeiro livro aqui no blog). Após Meg Murry sair pelo universo afora à procura de seu pai, teria a família Murry finalmente um pouco…

Resenha: Uma Dobra no Tempo – Madeleine L’Engle

Sinopse: Margaret Murry, ou Meg, é a mais velha de 4 irmãos: 2 gêmeos de 10 anos (Dennys e Sandy) e o caçula, Charles Wallace. Meg é uma garota vista na escola, e por si mesma, como uma “feiosinha”, e “fraca nos estudos”, apesar de ter pais geniais. Na escola, Meg é motivo de chacota não…

Haroun e o Mar de Histórias

Já faz um bom tempo que eu li esse livro, e sempre quis falar um pouco dele, mas não achava que era um livro que cabia dentro do perfil do público do canal no YouTube do qual participo. Imagine então minha satisfação de poder finalmente partilhar dele aqui, num cantinho em que me sinto mais…